Martin Scorsese, 74 anos e trabalhando sem parar com o que gosta

Otavio Almeida 14 de julho de 2017 2
Martin Scorsese, 74 anos e trabalhando sem parar com o que gosta

A comunidade cinéfila está em polvorosa após o sinal verde da Netflix para Martin Scorsese voltar aos “filmes de máfia” com The Irishman, que reunirá o cineasta com Robert De Niro, Harvey Keitel e Joe Pesci, que saiu da aposentadoria especialmente para a ocasião.

A última vez que Scorsese trabalhou com De Niro e Pesci foi em Cassino, de 1995. Já a última colaboração com Harvey Keitel foi em A Última Tentação de Cristo, de 1988. Além disso, The Irishman marca a primeira parceria do diretor com Al Pacino. Ou seja, um timaço.

Aos 74 anos, Martin Scorsese não apenas segue em atividade como continua entregando filmes, no mínimo, extremamente relevantes, diferente, por exemplo, de seu amigo Steven Spielberg, que anda devendo uma produção marcante para o nosso tempo. Na opinião do Hollywoodiano, O Lobo de Wall Street e Os Infiltrados estão entre os melhores deste século.

E ele não para. Silêncio, seu último filme, foi lançado no Brasil no início deste ano, e a Variety divulgou hoje que, assim que terminar The Irishman, Scorsese voltará a dirigir Leonardo DiCaprio, em Killers of the Flower Moon, baseado no livro de David Grann sobre a história real dos assassinatos de integrantes da nação indígena americana osage nos anos 1920, que levou a um dos primeiros casos investigados pelo FBI. Grann teve um de seus livros adaptados este ano por James Gray, Z – A Cidade Perdida.

2 Comentários »

  1. Vinícius 16 de julho de 2017 às 1:34 AM -

    Scorsese ao menos vem fazendo bons e inquietantes filmes, Otávio, mas sua última obra-prima foi mesmo “Cassino”. Veremos se com esse timaço aparece outra.

  2. Otavio Almeida 17 de julho de 2017 às 5:46 PM -

    Já acho que foi “O Lobo de Wall Street” hehe…

Deixe seu comentário »