Quem lacra, lucra: “Capitã Marvel” vai mais alto, mais longe e mais rápido

Otavio Almeida 11 de março de 2019 1
Quem lacra, lucra: “Capitã Marvel” vai mais alto, mais longe e mais rápido

Teve jornalista cristão conservador de araque dizendo antes da bola rolar que Capitã Marvel seria um fracasso. Mas o filme terminou seu primeiro final de semana com alguns recordes. Vamos lá: com US$ 155 milhões nos EUA e um total de US$ 455 milhões em todo o mundo, Capitã Marvel tornou-se a maior bilheteria de um filme protagonizado por mulher (superando A Bela e a Fera), a segunda abertura mais rentável de uma produção sobre super-heróis (atrás apenas de Vingadores: Guerra Infinita) e a sexta mais lucrativa de todos os tempos.

No Brasil, arrecadou R$ 51,5 milhões com um público de 2,8 milhões de espectadores no primeiro final de semana. Com esses números, Capitã Marvel alcançou a vice-liderança entre as maiores estreias no país, perdendo somente para Vingadores: Guerra Infinita. Feito que colocou o Brasil como o quarto maior mercado para Hollywood fora dos EUA (atrás de China, Coreia do Sul e Inglaterra).

Enfim, apesar dos trolls machistas que difamaram o filme antes da estreia, Capitã Marvel vai muito bem, obrigado. E isso abre portas para mais superproduções protagonizadas por mulheres. Ah, sim, Capitã Marvel é o maior filme de todos os tempos dirigido por uma mulher, certo? Parabéns, Anna Boden. Você e Brie não precisam provar nada a ninguém.

Leia aqui a nossa crítica de Capitã Marvel.

One Comment »

  1. Paulo Ricardo 13 de março de 2019 às 11:04 AM -

    Estou torcendo pelo sucesso desse filme,principalmente pelo turbulento momento que estamos vivendo(machismo,ódio,intolerância,Bolsominions…).Assisti “Capitã Marvel” no sábado e gostei bastante(preciso de uma revisão,ainda essa semana).

Deixe seu comentário »