Detetive Pikachu | Crítica

Otavio Almeida 3 de maio de 2019 0
Detetive Pikachu | Crítica

Americanização de “Pokémon” transforma a originalidade oriental em um blockbuster parecido com qualquer outro

Por Otávio Almeida

Não sou fã de Pokémon nem do game de mesmo nome que inspirou Detetive Pikachu (Detective Pikachu, 2019). Mas, como fui nascido e criado no lado ocidental, Pokémon é diferente de tudo que já vi. E, geralmente, quando Hollywood tenta adaptar uma fantasia de origem oriental para o mundo ocidental, ela vira qualquer coisa, com suas tramas desenvolvidas em direção ao lugar comum, repetitivo e parecido com um filme que vimos na semana passada. Por outro lado, Pikachu é fofo, mas isso você já sabia. E tem fã de Pokémon, contente ou não com essa americanização da história, que paga ingresso para ver seu personagem favorito no cinema, enquanto, de quebra, conta os diferentes Pokemons que aparecem na tela.

Só acho que o fã de verdade deveria cobrar mais, afinal Detetive Pikachu é resultado de uma mistureba de intenções, porque tenta conquistar na mesma proporção quem gosta de Pokemon, os leigos e a criançada em geral. Uma equação que poderia dar certo se não fosse um filme de produtores, mas de um diretor tão apaixonado pelo material quanto pelo cinema. E com total liberdade criativa. Não é o caso de Rob Letterman, escolhido pelo fato de ter experiência com animações como Monstros vs Alienígenas. Para Hollywood, você sabe, Detetive Pikachu é visto como diversão da mesma forma que animações, afinal esse tipo de filme é uma pausa para atores e outros profissionais da indústria relaxarem de produções consideradas como sérias e com potencial para Oscar. Fui irônico, ok?

Até porque os estúdios passaram a encarar “filmes de entretenimento” de forma mais séria desde O Senhor dos Anéis, inclusive os atores. E com isso em mente, defendo o trabalho do menino Justice Smith, que parece estar em outro filme, atuando como se fosse a chance de sua vida (e é), não como se estivesse no recreio. É por causa dele que Detetive Pikachu chega até o fim com alguma credibilidade em meio a uma trama boba.

Gostei das cores chamativas no meio de luzes e sombras no primeiro ato (depois esse estilo desaparece do filme) e como tudo me fez lembrar um pouco de uma das melhores animações dos últimos anos, Zootopia.

Em resumo, prevalece o clima de um passatempo sem compromisso, que é eterno enquanto dura. O que me parece um desperdício, porque essa aventura poderia ser mais, muito mais. E o fã deveria ser o primeiro reclamar ou cobrar uma obra de caráter único, que não se vê todo dia.

VEJA O TRAILER:

Pokémon: Detetive Pikachu (Pokémon: Detective Pikachu, 2019)
Direção: Rob Letterman
Roteiro: Dan Hernandez, Benji Samit, Derek Connolly e Rob Letterman
Elenco: Ryan Reynolds, Justice Smith, Kathryn Newton, Bill Nighy, Ken Watanabe, Chris Gere, Suki Waterhouse
Duração: 1h45
Distribuição: Warner

Deixe seu comentário »